teoria musical

 
 

BIBLIOTECA MUSICAL
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
MÚSICA

música: toda combinação de sons e silencio é música. musica é arte. é necessário que a combinação seja deliberada, ou podemos considerar música qualquer som encontrado na natureza, ou qual quer ruido.


a música existe antes de ser ouvida? de acordo com a primeira abordagem, a música existe antes de ser ouvida; ela pode ter uma existencia autonoma.


requisitos basicos para tocar instrumento musical:cantar afinado,ter conhecimento bàsico de leitura e teoria músical.





teoria músical: ensino da teoria músical, sistema tonais, ritmica, harmonia, e notação músical.


música se divide em varias partes: melodia, harmonia, ritmo. harmonia:na música harmonia constitui um conjuto de sons relacionados atavés da doação de um sistema tonal fixo.

melodia: melodia é a voz principal, que dà sentido a uma composição músical, encontra apoio na harmonia, que é a execução de sons simultâneos dos demais instrumentos.

ritmo:em geral, o ritmo é o tempo que demora a repetir-se um qualquer fenómeno repetitivo.é tambem a combinação dos valores.

andamento:chama-se de andamento ou movimento ao grau de velocidade do compasso. ele é determinado no pricipio da peça e algumas da mesma.




TIMBRE:Em música, chama-se timbre à característica sonora que define que um som foi produzido por um determinado instrumento musical e que nos permite diferenciá-los. Quando ouvimos uma nota tocada por um piano e a mesma nota (uma nota com a mesma altura) produzida por um violino, podemos imediatamente identificar os dois sons como tendo a mesma freqüência , mas com características sonoras muito distintas. O que nos permite diferenciar os dois sons é o timbre instrumental. De forma simplificada podemos considerar que o timbre é como a impressão digital sonora de um instrumento.

Embora as características físicas responsáveis pela diferenciação sonora dos instrumentos sejam bem conhecidas, a forma como ouvimos os sons também influencia na percepção do timbre. Este é um dos objetos de estudo da psicoacústica.




SÉRIE HARMÔNICA:Em física, série harmônica é o conjunto de ondas composto da freqüência fundamental e de todos os múltiplos inteiros desta freqüência. De forma geral, uma série harmônica é resultado da vibração de algum tipo de oscilador harmônico.




TOM: Em música, tom pode ter vários significados:

Um tom é um intervalo utilizado na escala diatônica (e conseqüentemente em grande parte da música ocidental). Corresponde à diferença de altura entre duas teclas brancas do piano quando há uma tecla preta entre elas ou ainda entre duas teclas pretas. O tamanho exato de um semitom (em relação às freqüências) depende do temperamento que é utilizado.

Os exemplos sonoros abaixo mostram um intervalo de um tom melodicamente (duas notas em seqüência) e harmônicamente (as duas notas simultaneamente.


TONALIDADE:Tonalidade, em referência às escalas maiores e as menores, é a hierarquização interna das notas dessas escalas, onde algumas notas ou graus das escalas têm preponderância sobre as outras. Assim, todas as notas e por consequência os acordes, representam as funções de tônica, que é a sensação de final ou de repouso dentro da música, , de subdominante, que é a sensação de tensão crescente, e de dominante, que, ao mesmo tempo representa a tensão máxima na música, por suas notas serem totalmente diversas da tônica, é também a preparação para a tônica, marcando o início do retorno.





CADENCIA:Cadência é a pontuação, no sentido gramatical, de uma frase ou sentença musical. Ela determina os pontos de descanso de uma peça. Consiste na progressão dos dois últimos acordes da frase ou da sentença. Quatro são os tipos mais comuns.


ACITENTES: São simbolos que representam uma alteração de frequência nas notas musicais, tornando-as meio tom mais graves ou meio tom mais agudas, são representadas pelo simbolo # - sustenido ou b - Bemol sendo que o sustenido representa o aumento da nota em um semi-tom e o bemol a diminuição da mesma. Esses símbolos, na partitura musical, aparecem ao lado esquerdo da nota a ser alterada.

Existem também os sustenidos duplos e os bemois duplos. Os primeiros representados pelo símbolo X, fazem a frequência do som, em que estão aplicados, subir 1 tom. Os segundos, os bemois duplos, representados pelo símbolo bb, fazem a altura do som, frequência, descer 1 tom. Existem também os bequadros que anulam as alterações provocadas pelos sustenidos e pelos bemois.





VIBRATO:A técnica denominada vibrato (expressão de origem italiana, literalmente traduzida como vibrado) consiste na ocilação de uma corda de um instrumento musical, utilizando-se um dedo, produzindo assim um som diferenciado, "vibrante", como sugere o nome. Esta técnica é também utilizada com a família do violino (violino, viola, violoncelo, contrabaixo) ou seja, de uma forma geral, em outros instrumentos de cordas.







CONHECIMENTO DE: ELIAS PEREIRA DIAS, INSTRUMENTO VIOLINO.

Menu